domingo, agosto 28, 2016

Festa da Família - Abertura da XIII Semana da Pessoa com Deficiência

Nossa semana teve sucesso porque
 contamos com parceiros.
 Queremos deixar aqui nosso muito obrigada!!!!

AGRADECIMENTOS ESPECIAIS AOS

PARCEIROS E COLABORADORES


  • Prefeitura de Itajaí
  • Secretaria Municipal de Educação
  • Secretaria de Obras
  • Fundação Cultural
  • APP e Conselho Escolar
  • Pais e Funcionários Cemespi
  • Adequo Equoterapia
  • Associação Pequenos Doutores
  • Angel
  • Aspmi
  • Bistek Supermercados
  • Comercial Sestrem
  • Edna Semi Jóias
  • Instituto Mix
  • Karina Seguros
  • Cantor Fábio
  • Loja João e Maria
  • Mercado Fazioni
  • Minister
  • Pães e Doces da Vila
  • Panificadora D´Laerte
  • Paróquia Nossa Senhora da Paz
  • Ramos e Flores Decoração
  • Refrigeração Alternativa
  • Sacolão da Reinaldo
  • Srª Terezinha Romagnani
  • Supermercado Ronchi
  • Vidraçaria Oliveira
  • Rita Tita
  • Banda Filarmônica Municipal
  • Cia Mútua 
Uma mesa coloridíssima e saborosa esperando pelas famílias

A equipe está preparada
Muitas delícias para degustar

Quem chegava ia pintado as letras do painel


Música boa com Fábio
Abertura da Semana e agradecimentos... SME, APP e Conselho, Direção e depoimento da mãe Marisa sobre a evolução do seu filho Arthur.
Muita diversão
Espaço Baby
Corte de cabelo com Instituto Mix
 

 
 

Pintura facial
 


O corte do bolo
Desfile com nossos educandos
 
Lindos!
Fiquem atentos, haverá mais fotos da nossa semana...

quinta-feira, agosto 18, 2016

Grafismo na areia

A atividade de contornar em diversas superfícies vem do método Montessori. Nele, o educando repete o traçado em uma bandeja com sal ou areia. É ideal para trabalhar com crianças que ainda não tem a habilidade motora fina necessária para escrever, mas já estão desenvolvendo o princípio da linguagem escrita. Além disso, realizar os movimentos para desenhar as letras, traços ou desenhos é um preparo para que elas atinjam a mobilidade para segurar lápis ou canetas futuramente!

http://naescola.eduqa.me/atividades/linguagem-letras-na-areia/

Além de preparar  para a escrita, também tem o objetivo de estimular a percepção tátil, dessensibilização, percepção visual, coordenação viso-motora, memória visual, freio inibitório, concentração, atenção, orientação espacial, controle e  execução. Não podemos esquecer da brincadeira, ela deixa tudo mais divertido e a criança aprende com mais facilidade!
Veja os exemplos!

Professora do AEE Eliane Caetano Venturella
Educandos: Júlia Domingos/Arthur Vladmir/Miguel Rennes

Exploração dos traçados para gravar (memória visual) - Miguel
Traçando com o dedo para a percepção tátil
Fazendo o movimento na cartela antecipando o traçado na areia com os dedos - Arthur
Agora dificultando utilizando só a ponta do dedo

Iniciando o grafismo na areia com movimentos mais simples - Miguel
Movimentos na areia - Júlia
Movimentos mais elaborados


Hora da brincadeira: esconder os objetos - Arthur
Miguel
Brincadeira livre - Bicicleta fazendo movimentos na areia


quarta-feira, agosto 17, 2016

Língua Portuguesa para surdos - continuação

Depois do trabalho com identificação e pistas, partimos para gêneros discursivos. Como nosso objetivo é despertar o interesse pela segunda língua (Língua Portuguesa), pensamos em trabalhar com alimentos. Comemos por necessidade e/ou prazer. Se há necessidade de comer e "não sei fazer comida, não sei ler, ou não tenho um adulto comigo, como faço?" Então, nossos educandos teriam que descobrir qual era o tipo de texto que estávamos explorando. No caso a RECEITA.
Mostramos que para fazer um bolo é necessário saber ler uma receita, buscar na internet ou em um livro de receitas. Mas como fazer esta busca? Quais ingredientes? Quais os passos devemos seguir?

A Psicóloga Greice fez surpresa trazendo a receita de Bolo de Chocolate e causou euforia. No atendimento de Língua Portuguesa iniciamos com leitura, como os educandos ainda encontram um pouco de dificuldade nesta etapa, utilizamos o recurso visual da internet, explorando os meios de pesquisa. Após, fomos ao concreto, ou seja, fazer o bolo. Colocamos os ingredientes sobre a mesa e oferecemos a receita. Eles deveriam separar o que estava sendo solicitado, além das quantidades de cada produto. Quando havia dificuldade, um auxiliava o outro. Se não encontravam a resposta, mostrávamos outras estratégias, como observar os ingredientes pelos rótulos, já que o recurso visual é muito utilizado no trabalho com surdos.

O trabalho em parceria sempre dá certo! Confira as fotos!

Equipe: Layse (intérprete), Greice (psicóloga), Eliane (professora AEE), Ana Lívia, Pablo (educandos) e Tatiane (instrutora) .

Iniciando a receita com a leitura do ingredientes e amostragem dos produtos

Quantidade de cada ingrediente da massa


Iniciando a massa do bolo
Por meio do concreto aprender unidade de medida/grandeza (pequeno-médio-grande) ou como está escrito numa receita (chá/café/sopa)
Mexendo a massa
Untando a forma
A massa está pronta
Cobertura do bolo

Está pronto para assar... Vamos aguardar agora!

Bolo pronto

Oferecendo um pedaço para os educandos

Oferecendo para a direção
Oferecendo para os profissionais