sexta-feira, abril 27, 2012

O contraste para o Baixa Visão


 CONTRASTE: A diferença relativa entre o claro e escuro nas coisas (objetos) observadas.

 Sensibilidade ao contraste

http://www.accusight.com.br/Sensib/Contraste.htm



A sensibilidade ao contraste é uma habilidade visual que possibilita a visão de detalhes quando há exposição a diferentes níveis de contraste. Esta informação visual é muito importante em várias ocasiões, como por exemplo:
1. Comunicação interpessoal: as sombras tênues em nossos rostos carregam a informações visuais relacionadas às expressões faciais.
2. Orientação e mobilidade: necessitamos ver formas críticas de baixo-contraste como o meio-fio e degraus da escada, por exemplo. No trânsito, várias situações estão em nível baixo de contraste, como enxergar ao anoitecer e durante a noite, na chuva, no nevoeiro.
3. Tarefas domésticas: há numerosas situações visuais em baixo contraste, como corte de alimentos, verificando a qualidade ao passar a ferro, etc.
4. Tarefas próximas de visão: durante a leitura e escrita, se a informação está em baixo contraste como em cópias de má qualidade ou em uma anotação pouco legível, etc.
Quando uma pessoa pode ver detalhes em muito baixo contraste, sua sensibilidade de contraste é alta e vice-versa. Dependendo da estrutura do estímulo usado na medida - qualquer forma ou tamanho diferente – a sensibilidade de contraste de uma pessoa adquire diferentes valores.
O contraste é criado pela diferença em luminância de duas superfícies adjacentes, ou seja, na quantidade de luz refletida destas superfícies.





RECOMENDAÇÕES: O aumento do contraste pode ser obtido de diferentes formas, como os cadernos com as folhas de cor clara com linhas escuras com contraste e a caneta preta ou azul-escura de ponta porosa. O giz branco ou o amarelo oferece maior visualização na lousa, a qual deve ser escura. Deve-se evitar o uso de giz cujas cores dificultam a visualização do aluno e facilitem os reflexos de luz solar sobre a lousa. Pode-se, por exemplo, sinalizar os objetos de uso comum e pessoal com tintas em relevo, coloridas, com contraste adequado às necessidades do aluno com baixa visão, o que facilita o desempenho das atividades. Os cadernos devem ter pautas pretas ou contrastes com a folha de papel. As letras e númeors emborrachados de diferentes tamanhos e cores com contraste em amarelo e preto são recomendáveis e úteis. Devem-se experimentar várias possibilidades de contrastes, observando-se a preferência e o conforto do aluno. 

Exemplo de materiais:

Letras e números emborrachados

Caderno de pauta larga e linhas ampliadas

Contraste do preto no branco/Jogo de memória animais

Contraste do preto no amarelo/Números e quantidades

Caneta de ponta porosa


Lápis 6B


Pincel atômico




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião: