terça-feira, março 26, 2013

Brinquedos feitos pelas crianças

Esta semana vamos falar sobre brinquedos feitos pelas crianças com materiais simples que tenham em casa. Na figura temos mais uma obra de arte do André Sapekinha de 9 anos é um Omnetrix (aquele mesmo do Bem 10). Em dois anos ele ganhou uns cinco omnetrix , quebrou , perdeu daí ele resolveu fazer o seu próprio brinquedo. Fez o mesmo efeito de todos os outros e ele continua se transformando em vários alienígenas pela casa.
As crianças são imensamente criativas. Se estimuladas vão longe. O ato de brincar comprovadamente é um momento de aprendizagem significativa para elas. Na brincadeira elas representam o mundo a partir de suas concepções.
Os jogos simbólicos, mais comumente encontrados nas brincadeiras das crianças a partir dos seis anos, são assim chamados por estar sempre cheios de imaginação e símbolos.
A criança pode brincar sozinha por várias horas sem interrupção, qualquer objeto, até um pedaço de madeira ou uma pedra se transforma em um boneco, num monstro, numa arma de laser. Os meninos são mais propensos a se isolarem neste mundo de imaginação e viajarem sozinhos em suas fantasias. As meninas também gostam de brincar de escolinha ou de casinha, mas preferem a companhia de outras crianças.
Muitos pais ficam preocupados ao ver o filho falando sozinho, alguns incorporam personagens de filmes e desenhos animados (quem não se lembra do filme “A creche do Papai 1” onde um dos personagens não tirava a roupa do Flash nem para tomar banho). Mas até aos onze anos é normal encontra-los perdidos em seu mundo cheio de imaginação. Entretanto, também se deve ter cuidados até que ponto elas levam a sério suas brincadeiras, já vi relatos de crianças que caíram de muro, de um sofá, tentando voar que nem um super herói, que se queimaram tentando dominar o fogo como o Avatar ( mangá chinês) sem falar nas lutas entre irmãos onde um machuca o outro porque eles não acreditam que aquela brincadeira trará dor ou algum dano para o outro.
Mas voltando para a construção dos brinquedos estimule seu filho para desenhar, recortar e criar seus próprios brinquedos. Deixe os rasgar, cortar, jogar fora, fazer novamente tudo isto trará inúmeros benefícios a seu desenvolvimento motor, cognitivo e afetivo. Participe das brincadeiras, entre no mundo da imaginação dele. Seja um alienígena, um mutante, um super herói ou um vilão, brinque também, crianças não precisam só ganhar brinquedos caros e modernos , precisam de estímulos simples , cotidianos, de se sentirem amadas, protegidas e principalmente valorizadas.
Momento Psicopedagógico:
É através da brincadeira (hora do jogo) que o psicopedagogo pode analisar alterações no comportamento e na aprendizagem de uma criança. Brincando ela dá sinais da realidade do seu cotidiano, de suas angustias e desejos.

Por: Jossandra Barbosa

Fonte: Psicopedagogiando

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião: