quarta-feira, maio 07, 2014

Cubo sensorial

A estimulação retira a criança da inércia, pelo convite à brincadeira afetivo-social com o adulto. Essa relação lúdica, de cooperação mútua, necessariamente envolvida de linguagem, amplia o mundo de significados e de experiências intelectuais dando acesso a um universo de imagens e falas, associadas às situações concretas e significativas, proporcionadas pela brincadeira.
A estimulação não é apenas importante, ela é essencial ao desenvolvimento pleno e harmonioso da criança e atua sobre todas as funções psicomotoras, abrangendo até, se corretamente realizada, o desenvolvimento afetivo, o incremento de sua auto-estima.
Para fazer esta estimulação de forma a colaborar com o desenvolvimento se faz necessário conhecer as possibilidades e limitações da fase com a qual estamos desenvolvendo nosso trabalho de estimulador.
Fonte: http://trocandoexperiencias-pense.blogspot.com.br/2009/10/primeiro-projeto-desenvolvido.html

No caso das crianças da sala de espera que ficam por um tempo longo à espera dos atendimentos, se faz necessária uma gama de brinquedos estimulantes e dando sequencia ao tema do chocalho sensorial, agora confeccionei um dado. Veja como fazer.

Profissionais: Professora do AEE/Produção de materiais adaptados Eliane Caetano Venturella
Agentes de Atividade em Educação Especial: Abigail Cristina e Silvana Vidal
Educandos: Guilherme Odeli/Matheus Teiss/Henrique Fumagal

Materiais para confecção do cubo!

Telas e linhas para bordado


Professora do AEE/Produção de materiais Eliane Venturella confeccionando o cubo.

Veja o vídeo da confecção e costura do cubo.


Para colocar dentro do cubo: brinquedos pequenos, botões, pedrarias, guizos, limpadores de cachimbo coloridos, penas, etc.



Veja os educandos utilizando o cubo!
Agente de Atividade em Educação Especial Abigail Cristina mediando a exploração com o educando Guilherme Odeli.
Guilherme Odeli utilizando seu resíduo visual.
Agente de Atividade em Educação Especial Silvana Vidal mediando a exploração com o educando Matheus Teiss.
Professora do AEE Eliane Venturella utilizando o cubo para verificar se é um material viável para estimulação com o educando Henrique Fumagal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião: