quarta-feira, abril 01, 2015

Cão-Guia

Esta história é pra quem ainda duvida que os animais podem ajudar na inclusão de pessoas com doenças raras e algum tipo de deficiência. 

Tiffany, uma cadela golden retriever, é amiga e assistente de Ana Luiza, de 9 anos de idade. A menina tem uma doença rara e progressiva, a mucopolissacaridose, que afeta parte da sua mobilidade e visão. Tiffany a ajuda abrir portas, pegar objetos, descer escadas... e lidar com o tumulto. 

A cadela agora está sendo inserida na escola de Ana Luiza. Esta matéria (http://bit.ly/1CDbuOg) mostra o encantamento dos colegas de Ana com a presença de Tiffany. Pelos relatos, é notável que a presença da cadela colabora não só com o aprendizado da menina, mas também com a socialização. 

Tiffany é treinada pela ONG Cão Inclusão. Há projetos semelhantes em outras partes do país. Em Brasília, por exemplo, há o "Cão-Guia de Cegos", que atua há 14 anos treinando os animais.

Descrição da Imagem #PraCegoVer. Fotografia. Em uma sala de aula, há várias crianças sentadas em carteiras. A cadela Tiffany está sentada no chão, adiante das carteiras, em frente à garota Ana Luiza. Todas as crianças da sala vestem uniforme e olham para frente. Sobre a imagem, está escrita a frase "inclusão. cadela acompanha garota com doença rara".


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião: